Money

As diversas formas de dinheiro e sua evolução o Bitcoin!

As diversas formas de dinheiro e sua evolução o Bitcoin!

O Bitcoin é uma criptomoeda descentralizada criada em 2009 por Satoshi Nakamoto, uma moeda concorrente das moedas fiduciárias, Real Brasileiro, Dólar Americano, Franco Suíço, entre outras, que a cada ano se torna mais popular.

Trazendo na sua essência a liberdade, devido a descentralização e um limite máximo de bitcoins, sendo assim um forte candidato, um meio alternativo às moedas atuais, pois, essas possuem um órgão central, geralmente o banco central do país, e uma política monetária que vai de acordo com a ideologia econômica do governo.

Na história do dinheiro tivemos demasiados exemplos de dinheiro como, gado, sal, açúcar, tabaco, prata, ouro e etc. Hoje em dia o dinheiro é a moeda fiduciária (FIAT) que se trata de uma moeda não conversível, sendo o papel moeda, cheques, títulos de pagamento, entre outros.

Ao longo da história o dinheiro nem sempre “existiu”, em uma economia baseada no escambo, sistema de troca de bens e serviços, por exemplo, caso você tivesse bastante milho e precisava de leite, você precisaria encontrar alguém que queira milho e tenha leite pra daí vocês satisfazerem suas necessidades, acontece que esse sistema é limitado, dado isso começaram a surgir as commodities mais líquidas, as mais trocáveis, tornando assim o dinheiro, que passou a ser o gado, o sal, entre outros, fazendo com que tivesse uma competição entre eles, e mais adiante os metais preciosos ganharam bastante notoriedade dado sua característica de ser divisível, portátil, escasso e trazendo uma custódia mais prática. Ao passar do tempo, por questões de segurança surgiram locais que custodiavam o seu Ouro/Prata que passaram a ser chamados mais adiante de bancos, funcionando da seguinte forma, você iria no banco, depositava seu ouro e o banco daria um certificado, mostrando que você tinha dinheiro ali.

As pessoas perceberam que não era mais necessário ir ao banco sacar seu ouro, tendo como exemplo, caso você fosse comprar um carro, bastaria entregar o seu certificado e daí a montadora quando quisesse poderia ir sacar o ouro, com isso teve a sensação de que o certificado era o dinheiro, mas, na verdade era o ouro. Daí surgiram as moedas lastreadas que eram papéis impressos iguais os de hoje, só que conversíveis geralmente em prata e ouro. E depois as moedas fiduciárias, o uso dessas permitiu a expansão monetária, quando o governo precisar de dinheiro, terá de tomar medidas impopulares, no entanto, aumentar impostos pode causar insatisfação do povo, então o governo usa meios alternativos imprimindo dinheiro ou gerando títulos de dívida.

Um problema que surgiu foi que os bancos com o apoio do governo, utilizavam da reserva fracionária. Em um dado momento os banqueiros perceberam que o ouro ali estocado não era sacado com frequência pela população, fazendo com que eles começassem a liberar crédito não lastreado, o banco fazia um empréstimo pro João dando a ele um certificado de ouro, só que o banco não tinha esse ouro e ele sabe que a probabilidade da população sacar o ouro é baixa. Dado isso, temos mais certificados do que ouro, caso todos saquem o seu ouro, o banco não teria como pagar a todos. Essa prática se intensificou mais com as moedas fiduciárias gerando inflação e corroendo o poder de compra do povo, acrescentado a isso cria-se uma cultura de pessoas que não poupam e priorizam o consumo.

Sabido dos problemas que ocorrem com o atual sistema monetário, buscam-se soluções que trazem o protagonismo para as pessoas, tornando-as mais livres para decidirem o que quiserem. O Bitcoin traz consigo um novo sistema monetário não-inflacionário, descentralizado, transparente e eficiente.


Source link
Show More
Back to top button

Pin It on Pinterest

Close